Áudio

Dados Originais

Texto completo

Era mais suave que a água,
do que a água suave, era mais fresco do que o rio,
Flor de laranjeira.

E naquela rua de verão,
rua perdida,
deixou um pedaço de vida
E se foi …

Primeiro hà que saber sofrer,
Depois amar, depois partir
e ao fim andar sem pensameto …

Perfume de flor de laranjeira,
promessas vãs de um amor
que escapou com o vento.

Depois … o que importa o depois?
toda a minha vida é o ontem
que me detem no passado,
eterna e velha juventude
que me deixou acovardado
como um pássaro sem luz.

O que lhe haverà feito minhas mãos?
O que lhe haverá feito
para deixar no peito
tanta dor?

Dor do velho arvoredo,
canção de esquina
com um pedaço de vida,
Flor de laranjeira.

[printfriendly]

3 vídeos, 3 expressões diferentes

una producción de:

para Fórmula Tango Podcast

Deja un comentario

es_ESEspañol
Ir arriba

proximamente habilitaremos los registros al encuentro!

contacto A ESCENA

contacto@espacioaescena.com